Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 20 de Fevereiro de 2018, 11h24   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Carnal 2018 Bloco das Divas.

366 visualizações

Blocos carnavalescos saem às ruas em Cuiabá e buscam resgatar tradição na Capital; fotos
Da Redação - Vitória Lopes

Quatro blocos carnavalescos, que representam a velha-guarda, diversidade, luta trabalhista e tradição, coexistiram e exaltaram a cuiabania no final da tarde desta terça-feira (13), na Praça Santos Dumont. O “Vem Jejé de Oyá”, “Divas Cuiabanas”, “Imprensando o Bebum” e "Bloco da Mandioca" se uniram na folia e resistência neste último dia de Carnaval.

Marcados para partir da Praça Santos Dumont às 17h30, os blocos irão percorrer, seguindo o trio elétrico, as ruas Cândido Mariano, a Praça da Igreja Boa Morte, a Batista das Neves, a 12 de Outubro e acabar na Praça da Mandioca.  Cerca de 100 pessoas estavam no local, vestidas com abadás, fantasias, drag queens ou como “pipocas”. Mesmo sob ameaça de chuva, o evento não foi cancelado. Seguido de muita música e animação, o quarteto se mistura a outros grupos no palco principal da Praça da Mandioca, montado desde o último sábado (9). Conheça o enredo e os representantes de cada bloco:

Vem Jejé de Oyá. O bloco, que desfila pela terceira vez esse ano, reúne o ápice das antigas gerações cuiabanas. José Jacinto Siqueira de Arruda, conhecido como Jejé de Oyá, foi um ícone do carnaval cuiabano e do colunismo social. O bloco em sua homenagem foi criado em 2016, pouco tempo após seu falecimento, aos 81 anos.

Divas Cuiabanas. Levantando a bandeira da diversidade sexual e de gênero, o representativo Divas Cuiabanas desfila pela primeira vez neste Carnaval. Mesmo sendo o primeiro ano do Bloco Divas Cuiabanas, a inspiração vem dos anos 80, conta o jornalista e folião José Algusto Barbosa. “Das primeiras festas do movimento LGBT em Cuiabá, onde aconteciam os concursos de Drag Queens, lá no fim dos anos 80, logo após a ditadura”.

Bloco da mandioca. O Bloco da Mandioca une o amor à boêmia: o enredo dele é reunir os jovens, moradores locais e idosos que frequentam a Praça da Mandioca nos finais de semana para curtir o melhor do samba.