Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 23 de Janeiro de 2018, 08h52   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Meghan Markle é criticada por não ajudar o pai financeiramente

119 visualizações
Fonte: veja.abril.com.br/entretenimento

Samantha Grant, meia-irmã de Meghan Markle, voltou a falar sobre o passado da atriz e o casamento com príncipe Harry. Em entrevista ao tabloide americano In Touch, Samantha criticou Meghan por não ajudar financeiramente o pai, Thomas Markle, de 73 anos.

Thomas trabalhava como diretor de fotografia na TV americana. Ele declarou falência em 2016 e atualmente vive no México. “A educação de Meghan, as conexões no mercado do entretenimento, o emprego em Suits e os trabalhos anteriores, ela deve a ele”, diz Samantha. “Se ela pode gastar 75.000 dólares (cerca de 240.000 reais) em um vestido, então poderia gastar 75.000 dólares com o pai”, sugere, lembrando do vestido da grife Ralph & Russo usado por ela nas fotos de noivado.

 

Harry e Meghan

Harry e Meghan nas fotos oficiais do noivado (Alexi Lubomirski/Divulgação)

Antes da crítica, contudo, Samantha elogiou a irmã, dizendo que a jovem sempre foi muito educada, disciplinada e diplomática. Sobre a distância entre as duas, que não se falam há anos, Samantha culpa o trabalho de atriz e também a mãe de Meghan, Doria Rangland, 61, que se divorciou de Thomas há 30 anos.

Segundo Samantha, desde o começo do namoro de Meghan e Harry, Doria blindou a filha e a afastou de toda a família. “Ela se tornou muito possessiva e controladora”, diz, antes de afirmar que a mãe da atriz tem planos de morar com Meghan e Harry e a família real britânica.

Samantha ainda voltou a afirmar que o pai é quem deve levar a filha ao altar, apesar do desejo de Meghan de caminhar pela igreja com sua mãe. “Meu pai tem um problema na perna, ele está melhorando. Ele tem feito tratamento com um médico para minimizar a dor, assim poderá levar Meg ao altar.”