Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 22 de Outubro de 2017, 14h18   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Na contramão da crise, muitos ostentam em restaurantes e viagens e se escondem atrás do foro privilegiado

593 visualizações
Fonte: Midianews

Há aproximadamente uma década, os governos abriram mão de receitas e concederam subsídios para combater a crise. Porém, não conseguiram fazer o país crescer de forma saudável e sustentável.

Na recessão de 2014/2015, a economia afundou, junto com ela, os brasileiros, e as receitas encolheram mais. Chegou o desemprego para 14 milhões de trabalhadores.

Impostos para importar, vender, comprar, revender, desfazer. Estima-se em média mais 10 anos para as contas públicas se normalizarem, isso se houver um ajuste em torno de 5% no PIB, segundo economistas renomados.
A crise fomentou a retração do consumo, aumentou impostos e a taxa de desemprego

Enquanto isso, a qualidade de vida só diminui: Educação, Saúde, Segurança, Infraestrutura.

O famoso arroz com feijão deixa de ser prato principal, a compra do mês é enxuta, o preço do combustível atualizado semanalmente.

Na contramão da crise, figuras políticas ostentam em restaurantes, viagens, joias e outros bens e muitos se escondem atrás do foro privilegiado.

Quanto vale a vida de um cidadão e a qualidade desta diante de tanta roubalheira e mentira? Nós não podemos e nem devemos arcar com essa desordem.

A sociedade está farta de tanto escândalo. E justamente por isso, mais uma vez, vamos nos unir.

Essa é a proposta do Movimento #sobroupravoce, que tem apoio de vários outros movimentos ligados à mesma causa.

Não seremos injustiçados!

A crise fomentou a retração do consumo, aumentou impostos e a taxa de desemprego.

Temos direito a uma solução, afinal, essa conta não é nossa e a sociedade não pode e não deve pagar a conta do endividamento do Estado.

Saiba mais e assine o manifesto: www.sobroupravoce.com.br

JUNIOR MACAGNAM é empresário em Cuiabá.