Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 26 de Março de 2019, 23h17   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

CAIXA LIBERA R$ 80 MILHÕES PARA O FINANCIAMENTO DE OBRAS DE INFRAESTRUTURA EM VÁRZEA GRANDE

30 visualizações

ATÉ O FINAL DE 2020 VÁRZEA GRANDE ESPERA INVESTIR R$ 200 MILHÕES APENAS EM OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO DE RUAS E AVENIDAS

 

A Caixa Econômica Federal e a Prefeitura de Várzea Grande assinaram a liberação de empréstimo no valor de R$ 80 milhões, que irá permitir à licitação de obras de asfalto em todas as regiões da cidade.

A contrapartida do município é de R$ 20 milhões de recursos próprios, totalizando R$ 100 milhões. Fora isto, outros R$ 100 milhões em novos empréstimos e emendas parlamentares deverão elevar o total a ser aplicado até o final do próximo ano a R$ 200 milhões investidos em obras de pavimentação asfáltica, drenagem, galerias de águas pluviais, meio fio e sarjetas.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos assinou também ordens de serviços autorizando abertura de licitação para contratação de empresa especializada para execução das obras nesta primeira etapa dos bairros que serão beneficiados sendo eles, Nova Fronteira, Costa Verde, Princesa do Sol e Maringá I.

O ato de assinaturas ocorreu no Paco Couto Magalhães, com as presenças de representantes da Caixa Econômica Federal, autoridades municipais, vereadores, líderes comunitários e secretários municipais.

"Com essa autorização da Caixa Econômica Federal já estamos também providenciando outras licitações, que no decorrer deste ano poderão já ser iniciadas. Este ato de hoje é um grande presente para os 152 anos de Várzea Grande que será comemorado no próximo dia 15 de maio. Trabalhamos de forma austera, e contando cada centavo para aplicar em melhorias para a cidade, quer seja na sua infraestrutura, na saúde, educação, assistência social e limpeza urbana. O que queremos é uma Várzea Grande melhor para todos. Estamos em um momento administrativo importante de execução de obras, para dar mais qualidade de vida a nossa gente", disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

O superintendente da Caixa Econômica Federal, Moacyr do Espírito Santo garantiu que os recursos existem na instituição financeira para atender a demanda dos municípios em prol da cidade e de sua gente. "São recursos disponibilizados, que permitem a execução de obras que estruturam a cidade e asseguram a valorização da mesma. Estes recursos estão contratados com a Caixa, de modo que agora a prefeitura pode dar seguimento a essa importante obra de asfalto novo. Já temos parte dos recursos liberados. Agora, este financiamento só foi possível porque Várzea Grande tem as contas em ordem, além de capacidade financeira para contrair o empréstimo e passou pelos rigorosos critérios da Caixa. Nós queremos ser mais participativos com o desenvolvimento de Várzea Grande. Estamos sempre disponíveis para estabelecermos mais parcerias", afirmou."

A contratação da operação de crédito foi possível também após a aprovação de uma Lei por parte da Câmara de Vereadores. De acordo com a prefeita Lucimar Campos, para a definição das regiões e bairros que serão contemplados nesta primeira etapa com os investimentos, foi feito por meio de diálogo com a população, através dos presidentes de associações de moradores, e dos vereadores que visam, sobretudo, atender as demandas prioritárias e mais urgentes dos moradores.

"São recursos muito importantes para a cidade. A Caixa Econômica tem sido uma grande parceira da Prefeitura, aliada a parceria com a Câmara de Vereadores. Com trabalho e parcerias como esta, vamos ampliar e melhorar os serviços para a população de Várzea Grande, além de gerar mais empregos e renda", disse Lucimar Campos.

Ela ressaltou a agilidade dos vereadores do Município em aprovar a Lei que autorizou a operação de crédito ajudou a cidade a consolidar essa importante operação de crédito que vai mudar a situação de muitos bairros.

O superintende Regional, Moacyr do Espírito Santo fez questão de ressaltar que a equipe da Gestão Fazendária de Várzea Grande, mantém o equilíbrio financeiro  e a equipe de Obras  a competência da formulação dos projetos, que ajudaram na viabilização dos recursos, além da parceria dos vereadores na aprovação de Lei que é a responsável para que esses recursos fossem acessados .

"É com grande satisfação que a Caixa Econômica Federal atua na transferência de recursos federais para obras de infraestrutura da cidade. O papel da Caixa é apoiar e conduzir junto ao município a boa aplicação desses recursos. Todos podem ter certeza que as obras serão de grande retorno para a cidade e os munícipes que serão beneficiados", disse ele.

O presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, Fábio Tardin falou em nome da Câmara Municipal de Várzea Grande e disse que o empréstimo foi aprovado com bastante análise e seriedade, visto que muitas comunidades necessitam de obras de infraestrutura.

 "Aprovamos porque acreditamos na execução das obras. As ruas estão sendo mapeadas de acordo com as proposituras dos parlamentares e diante de necessidades mais urgentes. Não vai dar para asfaltar toda a cidade, mas a cada empréstimo contraído, vai minimizando as necessidades dos comunitários. Aprovamos o empréstimo, porque sabemos que as obras da gestão Lucimar saem do papel e são concluídas", afiançou Fábio Tardin.

Para o Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, José Eduardo Botelho, foi muito importante para Várzea Grande, contrair este empréstimo para uma cidade que agora cresce e gera empregos, renda e melhor qualidade de vida para sua gente. "Sabemos do passado de Várzea Grande, que por negligências administrativas, não se podia nem fazer operação tapa-buracos. Várzea Grande é exemplo para os demais municípios do Estado que se preocupam com papeis e certidões em dias, que são fundamentais para qualquer cidade que queira se desenvolver e ter crédito com instituições financeiras," elogiou o deputado estadual.

O senador Jayme Campos (DEM/MT) disse que teve reunião com o vice-presidente da Caixa Econômica Federal, João Carlos Silva, em Brasília para articular a liberação dos recursos de R$ 80 milhões para a pavimentação asfáltica e drenagem de vias públicas de Várzea Grande.

O senador ponderou que o mais importante são os benefícios que essas obras trarão para a cidade e para sua gente, só que antes disto forma três anos de muito trabalho para que o mesmo se tornasse realidade. 

"Os recursos são provenientes da linha de crédito Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento) do Governo Federal, com prazo de pagamento de 120 meses, ou seja, 10 anos. Várzea Grande tem condições financeiras de pagar o financiamento porque trabalha com ajustes e gasta o necessário. Os recursos arrecadados com impostos são reinvestidos em obras e benfeitorias. Com certeza a cidade precisa de mais, mas vamos dando os passos certos, para que cada centavo investido se transforme em obra entregue dentro dos prazos estabelecidos. Aqui em Várzea Grande as obras tem começo, meio e fim. Um governo que preza pela transparência de seus atos. Os  projetos, que foram entregues tanto para Caixa Econômica Federal quanto para o Ministério das Cidades, preveem além do asfalto novo,  obras complementares que são tão essenciais quanto o pavimento, como as galerias pluviais para as águas das chuvas e o meio-fio, para se ter uma cidade organizada e que atenda às necessidades da comunidades", disse o senador Jayme Campos.

Ele pontuou ainda que Várzea Grande busca novos empréstimos em outras instituições financeiras como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES e até mesmo ampliar os volumes já emprestados na própria Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil. "Com certeza a Várzea Grande do amanhã será muito melhor para se viver, para se investir, porque aqui tem governo transparente, eficiente e que preza em atender a população", disse Jayme Campos.