Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 22 de Novembro de 2017, 07h49   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Após ônibus pegar fogo com alunos, escola em Poconé fica sem transporte escolar

54 visualizações

Estudantes da zona rural de Poconé (a 104 km de Cuiabá), estão sem ir à escola por falta de transporte. A empresa de ônibus que prestava serviço terceirizado, deixou de realizar o serviço após problemas na frota, entre eles, um veículo chegou a pegar fogo com alunos dentro.

Os 500 alunos da Escola Estadual Antônio Garcia, localizada na BR-070 entre Cuiabá e Cáceres, não estão frequentando as aulas, e a direção da unidade escolar decidiu paralisar as atividades por tempo indeterminado.

“Nossos alunos estão há semanas sem irem à aula por falta de transporte escolar. Os ônibus da empresa que realiza o serviço estão constantemente quebrando. Para se ter uma ideia há duas semanas um ônibus fundiu o motor, e alunos ficaram na beira da estrada. O outro caso, mas grave foi que uma Kombi dessa empresa, vinha com as crianças para escola quando o veículo pegou fogo com elas dentro. Fui um grande susto. O transporte sempre foi de péssima qualidade, e agora parou tudo”, relatou Alessandra de Oliveira, secretária da escola Antônio Garcia.

Segundo ela, para que os alunos não ficassem prejudicados, a direção da escola procurou a secretária de Educação de Poconé, Ornella Falcão, para tentar resolver o problema, no entanto, a gestora disse que o governo do Estado não teria efetuado repasses para que o município pudesse auxiliar financeiramente a unidade escolar na solução do problema.

“A secretária nos disse que: Pode fechar a escola, entrar de greve, porque nós não podemos tirar dinheiro da Prefeitura para resolver esse problema da escola”, relatou Alessandra.

Sem encontrar outra alternativa, a direção da escola agendou uma reunião para tarde desta segunda-feira (13.11) com os pais dos alunos para anunciar que as aulas serão suspensas.

Outro Lado – A reportagem do  entrou em contato com a secretária de Educação de Poconé, Ornella Falcão, mas ela não atendeu e nem retornou as ligações.

 conseguiu contato com o secretário-adjunto de Educação, que se identificou como Marcos. Ele disse que quem estaria autorizado a falar sobre o assunto era Ornella e que entraria em contato com ela para que conversasse com a reportagem, no entanto, até o fechamento da matéria não houve retorno.

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) encaminhou nota ao , informando que transporte escolar de alunos da rede estadual, de zonas rurais, é feito em parceria entre município e Estado. “Assim, cabe ao Estado efetuar repasses e ao município realizar a contratação e manutenção dos ônibus para transporte dos estudantes”, diz trecho extraído da nota.

Diante disso, a Seduc esclareceu que foi feito oito repasses em 2017 para o município de Poconé, com valor mensal de R$ 168.513,04, totalizando R$ 1.685.130,40 milhão, para serem aplicados no transporte escolar.

Além disso, a pasta informou que a Coordenadoria de Transporte Escolar da Seduc não foi informada sobre incidentes com fogo em veículo utilizado para o transporte escolar no município. Porém, garantiu que técnicos da área já foram designados para verificar a denúncia.

Veja nota na integra:

Sobre o transporte escolar no município de Poconé, a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) esclarece que:

1 - O transporte escolar de alunos da rede estadual, de zonas rurais, é feito em parceria entre município e Estado. Assim, cabe ao Estado efetuar repasses e ao município realizar a contratação e manutenção dos ônibus para transporte dos estudantes.

2 – Durante todo o ano, são realizados pagamentos de 10 parcelas aos municípios, com valores referentes à quantidade de quilômetros rodados.

3 - A Seduc já realizou para o município de Poconé o repasse de oito parcelas, no valor de R$ 168.513,04, totalizando R$ 1.685.130,40.

4 – Ressalta-se que a 8ª parcela foi empenhada na sexta-feira (10.11), sendo liquidada nesta segunda-feira (13.11), restando a quitação das parcelas de novembro e dezembro.

5 – Além disso, serão repassadas quatro parcelas, no valor de R$ 106.800,35 cada - resultado do aumento da alíquota que incide sobre o combustível óleo diesel (que compõe o Fethab), que passou de R$ 0,19 para R$ 0,21 por litro do produto, conforme prevê a lei 10.480/2016 aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Pedro Taques.

6 – A Seduc informa ainda que a Coordenadoria de Transporte Escolar não foi informada sobre incidentes com fogo em veículo utilizado para o transporte escolar no município. Porém, técnicos da área já foram designados para verificar a denúncia.