Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 18 de Junho de 2019, 22h04   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Bandidos invadem e colocam fogo na casa de ex-prefeito; 3 notebooks são levados

67 visualizações

Bárbara Sá

 

Homens colocaram fogo na casa do ex-prefeito José Bauer (DEM), de Nova Ubiratã (a 506 km de Cuiabá). Ela fica na região central e foi parcialmente incendiada na madrugada deste sábado (13). Bauer estava com a família em Lucas de Rio Verde e disse ao  que não havia ninguém na residência no momento da ação. “Essa é a 15ª vez que invadem a minha casa. Por isso, colocamos grades grandes, mas, infelizmente, não resolveu. O prejuízo disso tudo está em torno de R$ 50 mil”, contou o ex-prefeito.

casa ex-prefeito_fogo
 

Bandidos colocaram fogo em documentos e casa do ex-gestor ficou parcialmente queimada

De acordo com Bauer, os criminosos invadiram a casa e levaram três notbook. “Quebraram o guarda roupa e destruíram dois quartos, onde o fogo começou. A casa está toda revirada. Fizemos o boletim de ocorrência, e vamos ter que trocar toda a fiação elétrica. Mas, já iniciamos a reforma”.

Ele contou que a Polícia Militar estava em rondas quando viu o fogo. “Um vizinho nosso ajudou os militares. Por volta 00h30 me ligaram em Lucas do Rio Verde contando do incêndio. O que sabemos é que os bandidos queimaram documentos do escritório da minha esposa, mas demos por falta até agora dos notebooks, três. Mas, como está bem revirado, ainda não podemos dizer se mais coisas foram levadas”, afirma.  

Segundo a PM, os suspeitos invadiram a casa por uma janela e também arrombaram a porta. Os criminosos colocaram arquivos e documentos do escritório em cima de uma cama e colocaram fogo. A polícia foi chamada por testemunhas e pediu que a prefeitura enviasse um caminhão pipa. A cidade não conta com um quartel do Corpo de Bombeiros.

“Já registramos o boletim de ocorrência, e a Politec foi acionada e fez perícia. Mas, dos males o menor. Pelo menos só foram bens materias”. Aponta.  A polícia fez rondas, no entanto, nenhum suspeito foi identificado ou preso. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.