Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 22 de Outubro de 2019, 06h50   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

EMANUEL PINHEIRO NETO: Câmara dos Deputados pode criar comissão para acompanhar o VLT

241 visualizações

O Parlamentar Federal apresentou ao presidente da casa proposta de criação de comissão para acompanhar a solução para oVLT

Foto: Assessoria Emanuel e Rodrigo Maia.

 Congresso Nacional deve criar a Comissão Externa Temporária de Transparência para acompanhamento das obras do VLT em Cuiabá e Várzea Grande.

O pedido foi formalizado oficialmente pelo deputado Emanuel Pinheiro Neto (PTB), para a presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM) que tem prazo de 15 dias, segundo Regimento Interno para atender a solicitação que pode ou não ser remetida ao Plenário das Deliberações.

“Nossa intenção com essa comissão é permitir que os Governos Federal e de Mato Grosso, tenham mais subsídios, assim como a própria comissão criada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional que está concluindo estudos para definir pelo Veículo Leve sobre Trilho – VLT, nossa pauta principal será a da Transparência e de ajudar sempre “, disse Emanuel Pinheiro Neto que é vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS) da Câmara dos Deputados.

Recentemente Emanuel Pinheiro Neto esteve com o ministro Gustavo Canuto para conhecer os andamentos dos estudos da comissão do Ministério do Desenvolvimento Regional com a participação de técnicos do Governo do Estado, mas sem a participação das Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

Emanuel Pinheiro Neto sinalizou que a opção da população das duas principais cidades do Estado, Cuiabá e Várzea Grande, e por que não dizer de Mato Grosso, é pela conclusão das obras do VLT, por se tratar de um modal de transporte eficiente e moderno, além do fato do VLT funcionar integrado a outros modais como ônibus, vans ou veículos por aplicativos.

“Essa comissão é da Câmara dos Deputados, mas que defendo seja também do Congresso Nacional, por isso vou procurar os senadores Jayme Campos (DEM), Wellington Fagundes (PR) e Selma Arruda (PSL), vai auxiliar e encontrarmos soluções para que o próprio governador Mauro Mendes tenha condições de definir pela retomada das obras e possa concluí-las ”, disse o deputado federal sinalizando que entende que o chefe do Poder Executivo de Mato Grosso está cauteloso por saber da importância que é reassumir uma obra desta envergadura.

    

“Temos que ter como meta, que o VLT torna a mobilidade urbana de Cuiabá e Várzea Grande, mais eficiente, com melhores resultados e com o atendimento aos anseios da população e o que é melhor, os estudos apontam que a médio e longo prazo, o VLT já funcionando, torna as obras menos onerosas para quem eventualmente irá explorar o modal, seja o Poder Público ou a iniciativa privada”, disse Emanuel Pinheiro Neto reafirmando que mais de 350 mil pessoas são diariamente transportadas em Cuiabá e Várzea Grande e com custo, pois o pagam passagem”, disse o parlamentar federal demonstrando convicção de que a Comissão será aprovada e ajudará e muito na definição dos estudos que podem optar pela retomada e conclusão das obras.

Emanuel Pinheiro Neto disse ainda que o entendimento pela retomada das obras que depende do governador Mauro Mendes, será toda ela embasada e respeitando critérios técnicos jurídicos e financeiros, pois essas obras já consumiram mais de R$ 1 bilhão, sendo que os estudos de levantamento demonstraram o quanto será necessário para se concluir essas obras, para operacionalizar o sistema e atender a demanda com um valor de passagem acessível.