Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 22 de Agosto de 2018, 00h21   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Festival Internacional de Pesca gera 100% de ocupação para a hotelaria em Cáceres

69 visualizações

Da Redação

 

A 37ª edição do Festival Internacional de Pesca Esportiva, em Cáceres, aqueceu o mercado local e estimulou o turismo na região oeste de Mato Grosso. Turistas do mundo inteiro acompanharam o maior evento de pesca esportiva em água doce do mundo. Os hotéis da cidade ficaram com lotação máxima nos dias do evento e os pontos turísticos estavam pronto para recepcionar os turistas.

Gcom

Fipe_C�ceres-5 festival pesca

Mais de 150 mil pessoas acompanharam o festival de pesca em Cáceres que teve mais de 4 mil crianças inscritas

Segundo o presidente da Associação Comercial de Cáceres, Valdinei Félix de Macedo, os hotéis e restaurantes foram os mais beneficiados com o festival. O aumento registrado no comércio como um todo foi de 20% com relação a 2017. No entanto, segundo ele, o aumento poderia ser maior ainda se o festival fosse realizado em setembro, quando o clima quente contribui mais. Valdinei destaca que a rede hoteleira da cidade e também o setor de vestuário ganharam muito com o festival. Além dos restaurantes da cidade. 

Mais de 150 mil pessoas acompanharam o festival. O governador Pedro Taques participou do festival na sexta (8) e no sábado (9). Taques destacou que ano a ano o governo ajuda na realização do festival que, além de fomentar o turismo, também coloca o meio ambiente e a preservação do Pantanal em debate. “O festival tem a sua importância internacional, está nos Livros dos Recordes, só de crianças inscritas para participar da prática do pesque e solte são 4 mil, o que mostra a importância da consciência ambiental”, disse o governador Pedro Taques.

Os turistas que foram a Cáceres puderam conhecer a dolina Água Milagrosa, que fica a 20km da cidade. O lugar tem entrada controlada com preço de R$ 15. Responsável pelo local, Carlos Alberto Quintana, diz que as águas cristalinas do local encantam os turistas. Segundo ele, mergulhadores já chegaram a 183 metros de profundidade e ainda não acharam o fundo. 

Segundo ele, o FIPe e outros eventos que acontecem em Cáceres ajuda a fomentar o local, porque os turistas aproveitam para conhecer o Pantanal e os outros pontos turísticos da cidade.

Iniciado no último dia 6, o evento reuniu milhares de competidores e contou com apresentações de grupos folclóricos regionais e shows nacionais. Destaque para o grupo Flor Ribeirinha, Campeã Mundial do Festival Internacional de Arte e Cultura realizado em Istambul, na Turquia.

Assessoria

Luiz Carlos Nigro, Rui Prado Leonardo Albuquerque e prefeito Francis Maris

Ex-secretário Luiz Carlos Nigro, produtor rural Rui Prado, deputado Leonardo Albuquerque e prefeito Francis Maris 

De acordo com os organizadores, o FIPe deste ano manteve a tradição de quebrar recordes. Ao todo, 291 idosos participaram da disputa sênior. Número significativo que, segundo Luciano Cadari, representante do Ranking Brasil, é o novo recorde brasileiro.

No ano passado, Cáceres recebeu o título de “Capital Nacional da Pesca Esportiva”, além de ter assumido a dianteira ao realizar o maior campeonato nacional na categoria sênior e, concomitantemente, o maior campeonato de pesca esportiva infanto-juvenil do país. Mas foi em 1992 que recebeu um dos seus principais títulos, o de maior festival de pesca embarcada em água doce do mundo pelo Guinness Book.

Nesta edição, foram cinco categorias contempladas pela disputa: pesca embarcada, de canoas, infanto-juvenil (6 a 12 anos), Sênior (acima de 60 anos) e, pela primeira vez, a para portadores de necessidades especiais. No total, foram distribuídos mais de R$ 250 mil em prêmios.

O festival contou com palestras e oficinas ambientais, esportes de areia e de mesa, a apresentação de artistas nacionais, como a dupla Edson e Hudson, Vini e Luccas, Chitãozinho e Xororó, Maria Cecília e Rodolfo, Make U Sweat, Sambô, Joelma, Paula Fernandes e Carlos Jader. (Com Assessoria)