Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 22 de Abril de 2019, 02h58   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Land Rover conduzida por juiz trava e atinge 12 carros em frente à Musiva

69 visualizações
Fonte: RDNews

Vinícius Lemos

De acordo com o BO, juiz Flávio Miraglia desceu da Land Rover e disse que o volante travou

Uma Land Rover atingiu 12 carros, alguns estacionados e outros em movimento, na madrugada deste domingo (20), na avenida Beira Rio, em Cuiabá, em frente à casa de shows Musiva, onde a dupla sertaneja Maiara e Maraísa se apresentava. O carro é do juiz Flávio Miraglia, da 12ª Vara Criminal de Cuiabá, que o conduzia.

De acordo com o boletim de ocorrência, o veículo Land Rover atingiu os automóveis por volta da meia-noite.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o juiz disse ter perdido o controle do veículo após o automóvel perder o freio e o volante travar. Em razão disso, colidiu contra carros que trafegavam pela via ou estavam estacionados na região. Ele afirmou acreditar que os problemas foram ocasionados por pane elétrica ou mecânica. Ninguém ficou ferido durante as colisões.

Segundo a PM, o histórico do veículo foi checado no local e foi apontado que ele estava em situação regular, com o licenciamento em dia.

Conforme os militares, o magistrado não aparentava sinal de embriaguez. No registro da PM, porém, não há detalhes se o condutor do automóvel passou por exame de alcoolemia, o bafômetro.

Depois do acidente, o magistrado fez acordo com os proprietários de nove veículos atingidos e se comprometeu a pagar os danos. Já em relação aos outros três carros também atingidos pela Land Rover, conforme a PM, não foi possível fazer acordo no momento, pois os proprietários não estavam no local do acidente.

A Polícia Militar orientou todos os responsáveis pelos veículos atingidos a registrar boletim de ocorrência sobre o caso.

A Land Rover foi retirada do local logo após o acidente, por meio de um guincho, contratado pelo juiz por R$ 750.

A PM informou que por não haver vítima do acidente, os envolvidos não foram para a delegacia.