Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 22 de Setembro de 2018, 09h53   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Mato Grosso é o estado com a maior frota de aeronaves agrícolas do país

46 visualizações

Ao todo, o estado tem 464 aviões cadastrados. O número de aviões no estado corresponde a quase 20% do total usado no país.


Por José Pereira, TV Centro América

11/07/2018 16h11  Atualizado há 31 minutos

 
Aeronaves fazem aplicação de defensivos em lavouras (Foto: TVCA/Reprodução)Aeronaves fazem aplicação de defensivos em lavouras (Foto: TVCA/Reprodução)

Aeronaves fazem aplicação de defensivos em lavouras (Foto: TVCA/Reprodução)

Com 464 exemplares, Mato Grosso é o estado com a maior frota de aeronaves agrícolas do país. O estado é referência no assunto e já considerado o berço da aviação agrícola. O número de aviões no estado corresponde a quase 20% do total usado no país.

Ao todo, o Brasil fechou o ano passado com 2.114 aeronaves usadas nas lavouras.

Isso significa um aumento de 46 na frota nos últimos 10 anos.

Os aviões são usadas para a aplicação de defensivos agrícolas nas plantações. Os trabalhos são feitos em todas as safras e, segundo os agricultores, somente assim é possível fazer o manejo das grandes lavouras.

“As plantações estão cada vez maiores. Por exemplo, a cultura do algodão precisa de várias aplicações no decorrer do tempo. Sem a aeronave fica praticamente impossível o cultivo”, afirmou o piloto Fábio Fermo.

 
Aeronave custa 500 mil dólares e foi comprado nos Estados Unidos (Foto: TVCA/Reprodução)Aeronave custa 500 mil dólares e foi comprado nos Estados Unidos (Foto: TVCA/Reprodução)

Aeronave custa 500 mil dólares e foi comprado nos Estados Unidos (Foto: TVCA/Reprodução)

Ele é contratado pelas fazendas e tem a responsabilidade de comandar as aeronaves mais modernas. Uma delas foi comprada nos Estados Unidos e custou quase 500 mil dólares.

O investimento parece caro, mas a economia é sentida pelo produtor.

“Na verdade é uma conta matemática. Uma aeronave dessa vai substituir em torno de 4 pulverizadores. Então, se o produtor tem uma área de produção que justifique a utilização dela, o custo de aplicação ta saindo mais barato do que o terrestre”, afirmou o produtor Bruno Franciosi.