Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 19 de Novembro de 2018, 21h50   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Minha opinião e impressões, por Douglas Dourado Rondonópolis? com Diany Dias

79 visualizações

As eleições terminaram e os sindicalizados da base da defesa agropecuária, perderam uma oportunidade impar de ter uma representante importante na Assembleia Legislativa, se foi...
E se foi não por falta de empenho ou carisma da nossa candidata Diany Dias, uma representante que se dispôs a lutar pela classe trabalhadora contra tudo e contra todos neste pleito, foi-se por diversos fatores: econômico, logística, (infelizmente se ganha mais com dinheiro do que com propostas) mas, na minha opinião, creio que também faltou apoio e empenho de nós sindicalizados (me incluo nisso), e apoio pouco efetivo dos dirigentes da atual gestão do Sintap, representado na figura da nossa atual presidente, pois como líder máximo da categoria, era a pessoal mais capacitada para mobilizar os sindicalizados, não que isso significa que seria eleita, mas o seu desempenho em quantidade de votos com certeza seria melhor.

Em todo o período do processo eleitoral - enquanto outros candidatos, também servidores, tiveram total apoio púbico de seus dirigentes, não vi (posso estar equivocado)campanha nas redes sociais e nem nas ruas e nem apoios públicos de todos os membros da diretoria que você ajudou a eleger (sempre tem exceções).

Vi uma nota de apoio apenas da presidente, bem depois de iniciado o processo eleitoral como servidora, e achei muito pouco pela importância de termos uma parlamentar que representaria a classe trabalhadora e em especial os servidores públicos do sistema agrário e pecuário.

Muitos iram me contestar(e eu respeito), dizendo que não é o papel de entidade sindical fazer campanha, e eu também critico MUITO O ATIVISMO PELEGO, de alguns ou muitos em relação a determinado partido politico, e conseguentemente poderia dividir a base, mas participação dos militantes e dirigentes sindicais no processo eleitoral, mais do que um dever cívico e moral, é uma necessidade para exigir compromisso programático dos candidatos com as causas sociais de interesse da classe trabalhadora, Aliás, uma das missões da organização sindical é exatamente a politização, de forma constante e sempre visando à consciência política dos sindicalizados, mas tendo o cuidado de não partidarizar o movimento.
O SETOR PATRONAL E O MERCADO FINANCEIRO APOIAM CANDIDATOS IDENTIFICADOS COM SEUS PLEITOS INCLUSIVE COM FINANCIAMENTO DE CAMPANHA, ATUALMENTE COMO PESSOAS FÍSICAS. E ENTRE OS PLEITOS DELES ESTÃO A FLEXIBILIZAÇÃO OU PRECARIZAÇÃO DE DIREITOS, A REDUÇÃO DE DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS E A FRAGILIZAÇÃO DO MOVIMENTO SINDICAL E COM CERTEZA, NÓS SERVIDORES PÚBLICOS SEREMOS ATACADOS NOS DIREITOS CONQUISTADOS A DURAS PENAS.

Os sindicatos de trabalhadores e servidores não deveriam apoiar candidatos?

É verdade que a legislação proíbe doação de campanha por entidade de classe, mas o apoio não se limita às doações.

Existem várias formas de apoiar e defender os candidatos pró-trabalhadores.

As entidades sindicais, que são instituições eminentemente políticas e de formação social, tem que participar do processo eleitoral sim.

Elas, embora devam priorizar o atendimento das demandas, dos filiados e reivindicações de seus associados, devem atuar em favor de políticas públicas, que vão além da luta meramente classista no local de trabalho.

Enquanto isso, assistimos nas redes sociais da candidata Diany e no seu facebook pessoas de todos os cantos do estado indicando seus apoios em vídeo e depoimentos e comentários, mas nem sequer um post sobre você e os demais candidatos ligados ao setor agrícola, agrário, pecuário e florestal, foi postado em qualquer lugar público da entidade.

Diany, sabemos que tem capacidade para grandes batalhas e que já venceu várias guerras para deixar a vida do servidor mais confortável, como foi o caso da busca pelas atuais Leis de Carreira do Indea e do Intermat.

Mas, deixe estar, sossegue o coração porque o que a vida quer da gente, é coragem, como dizia Guimarães Rosa, e isso, você tem de sobra!

Esperamos que, a partir desta experiência, sua próxima empreitada em favor de todos, seja mais ampla e vitoriosa!

Força e paz! Sempre!

Do seu amigo Douglas Dourado Rondonópolis— com Diany Dias e outras 31 pessoas.