Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 21 de Agosto de 2018, 01h48   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS DE PARALELEPÍPEDO NAS RUAS DO BAIRRO JURUMIRIM PODE SER A SOLUÇÃO PARA MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA DOS MORADORES

BAIRRO JURUMIRIM PRECISA DE ATENÇÃO

2226 visualizações
Câmara aprova benefícios para o Bairro Jurumirim

O governador do estado, Pedro Taques, e o prefeito de Poconé, Atail do Amaral receberam uma proposta da Câmara dos Vereadores de Poconé, para se unirem e solucionarem de vez o problema das ruas de chão do Bairro Jurumirim em Poconé.

A proposta foi oficializada em recente sessão na Câmara dos Vereadores através de uma proposição aprovada por unanimidade pelos parlamentares.

A Indicação foi de iniciativa do Vereador Walney Rosa (PV).

No documento é solicitado ao prefeito e ao governador que: “viabilizem parceria para pavimentação das ruas do Bairro Jurumirim usando pedras de paralelepípedo, sendo: Rua Santa Fé (Da Rua Jurumirim até a Estrada Boiadeira); Rua São João Del Rei (Da Rua Jurumirim até a Estrada Boiadeira); As Adjacentes: Rua Rondon, Rua ABC, Rua dos Navegantes, Rua “E”; entre outras Travessas que surgiram e ainda não foram nominadas";

Walney fundamentou sua justificativa, descrevendo e provando ser a melhor solução: Não bastasse a ausência de infraestrutura que o Bairro sofre, em épocas de chuva está ocorrendo grandes enxurradas que invadem as residências e deixam as ruas intransitáveis, tendo em vista o Bairro estar localizado nas partes baixas da região e as ruas acima serem asfaltadas sem a devida implantação de galeria pluvial acarretando grande volume de água que vem destruindo as ruas de chão.

No tempo da seca a população sofre com a poeira.

Porque desse tipo de pavimentação:

A pavimentação por pedras se justifica tendo em vista que a matéria prima poderá ser adquirida em municípios vizinhos, pois há pedreiras significativamente próximas do município, a exemplo da serra de São Vicente, ou até mesmo no município de Campo Verde.

A execução da obra poderá usar mão de obra local, tendo em vista a facilidade de operação.

É possível prever a durabilidade de ruas com paralelepípedos, pois, além de serem muito resistentes, ainda têm a vantagem da manutenção e de poderem ser retirados quando é necessária uma obra subterrânea. Terminada a obra, coloca-se os blocos de volta, sem problemas. Isso não é possível com o asfalto e o concreto.

Tendo em vista a preocupação custo beneficio, a construção de ruas calçadas com paralelepípedo irá atender a necessidade local com um menor custo (em comparação ao asfalto).

Ecologicamente correto:

“O paralelepípedo é mais ecológico e duradouro, menos agressivo ao meio, bem mais permeável e tem uma percolação (infiltração) maior.

Temos no município experiências positivas com a referida pavimentação, pois o paralelepípedo foi muito utilizado nas ruas de Poconé a exemplo da histórica Rua Antonio João. Essas e outras ruas calçadas são tidas como charmosas e tradicionais, benefício atrelado ao baixo custo de manutenção e a durabilidade por décadas.

Por fim reitero que hoje as pessoas preferem um ambiente mais leve, mais natural, sem aquela realidade obscura da cidade moderna, o que combina com a nossa realidade de cidade histórica e cultural. O paralelepípedo resgata tudo isso, sem perder a beleza do local”, defendeu o vereador.