Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 15 de Dezembro de 2018, 02h44   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Bancada federal terá 9 novos nomes a partir de 2019

958 visualizações
Por: Assessoria
Fonte: Revista 4º Poder
Foram demitidos pelo povo - Valtenir Pereira (MDB), Ezequiel Fonseca (PP) e Victório Galli (PSL). Não disputaram - Fábio Garcia (DEM) e Ságuas Moraes (PT); Perderam para o Senado - Nilson Leitão (PSDB) e Adilton Sachetti (PRB) (ambos não tentaram se reeleger ao Deputado Federal).
Nelson Barbudo e Carlos Bezerra
Nelson Barbudo e Carlos Bezerra

Bezerra reeleito a federal - Barbudo a grande surpresa.

Atual senador José Medeiros foi eleito Deputado Federal pelo PODEMOS

Muita gente está arrumando as malas em Brasília.

Na Câmara dos Deputados, dos quatro parlamentares de Mato Grosso que tentavam a reeleição, apenas Carlos Bezerra voltará ao plenário Ulisses Guimarães.

Valtenir Pereira (MDB), Ezequiel Fonseca (PP) e Victório Galli (PSL) ficaram de fora.

Fábio Garcia (DEM), Ságuas Moraes (PT), Nilson Leitão (PSDB) e Adilton Sachetti (PRB) não tentaram se reeleger ao cargo.

Portanto a partir de 1º de fevereiro de 2019, a bancada federal de Mato Grosso terá nove novos nomes no Senado e na Câmara dos Deputados.

Dos atuais 11 parlamentares, apenas o senador Wellington Fagundes (PR) e o deputado federal Carlos Bezerra (MDB) permanecerão nos próximos quatro anos.

Eleitos:

Foram eleitos, além de Bezerra, Juarez Costa (MDB), Rosa Neide (PT), Dr. Leonardo (SD), Neri Geller (PP), Emanuelzinho (PTB), José Medeiros (Podemos) e o mais votado deles, Nelson Barbudo (PSL).

No Senado Federal, Wellington Fagundes, que disputou as eleições para o Governo do Estado, volta para os quatro anos restantes de seu mandato. Os atuais senadores, José Medeiros e Blairo Maggi (PR), darão lugar a Selma Arruda (PSL) e Jayme Campos (DEM).

Ao contrário da posse para o Governo do Estado, os deputados federais e senadores eleitos por Mato Grosso assumem o mandato apenas em 1º de fevereiro de 2019.