Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 17 de Outubro de 2017, 08h23   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

Vereadores querem abatedouros de Suinos para Poconé.

2297 visualizações
Por: Assessoria
Os Vereadores: Walney Rosa (PV), Raonny Falcão (PSDB) e Camilla Silva (PSV) estão buscando aprovar no plenário da Câmara várias indicações voltadas a implementação na geração de emprego e renda.
Raonny Falcão, Camilla Silva e Walney Rosa
Raonny Falcão, Camilla Silva e Walney Rosa

Poconé é um município pantaneiro distante 100 quilômetros de Cuiabá, capital do estado.

Um de seus maiores problemas e a falta de emprego para seus munícipes.

Sensíveis a essa necessidade os Vereadores: Walney Rosa (PV), Raonny Falcão (PSDB) e Camilla Silva (PSV) estão buscando aprovar no plenário da Câmara várias indicações voltadas a implementação na geração de emprego e renda.

Recentemente em uma das sessões plenárias foi aprovada uma indicação encaminhada a todos os Deputados Federais e Senadores de Mato Grosso, estendido ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, solicitando Implantação de um “Abatedouro de Suíno Convencional”.

No documento os vereadores destacam que o abatedouro deve estar Munido de estrutura necessária e respectivas salas e áreas fins denominadas: "suja" e "limpa". O Abatedouro deve ser munido de câmara fria e demais equipamento para insensibilização dos animais, mesa com calha de sangria, tanque de escalda com termostato, depiladeira e área para toalete (raspagem final dos pelos) e remoção do ouvido médio (para evitar contaminações na carne). As áreas: "suja" e "limpa" com suas entradas exclusivas e, em cada uma delas, pia para higienização. Dentre os objetos os esterilizadores de facas, havendo ainda no mínimo uma nória (gancho móvel que corre em trilhos no teto), para o deslocamento da carcaça no seu interior para a câmara fria.

Na construção da "área limpa", de circulação restrita, deve haver espaço para localidade de evisceração e corte da carcaça além de mesa para inspeção das vísceras.

“Tudo para atender a demanda da comunidade”, destaca o vereador Walney, que solicitou uma segunda possibilidade no pedido, que ao seu ver é mais barato e mais viável, trata-se do abatedouro móvel, algo que não existe no Mato Grosso, mas que poderá fazer de Poconé uma referência no mercado, vindo de encontro a necessidade das comunidades rurais, porque poderá ir a cada comunidade, através de uma agenda de abate.

“A segunda possibilidade para atender os suinocultores é a aquisição de um Abatedouro Móvel de Suíno (instalado em um caminhão) para atender pequenos suinocultores a realizar abates respeitando padrões de sanidade e bem-estar animal”, explicou o vereador.

Esse tipo de abatedouro foi desenvolvido pela Embrapa Suínos e Aves de Santa Catarina e pela empresa Engmaq, sendo que a instalação, por ser móvel, tem a vantagem de poder atender vários produtores de uma localidade e ajudará a diminuir o custo da atividade, além de oferecer segurança alimentar aos produtos que chegam à mesa dos consumidores. A tecnologia também permite que produções em pequena escala tenham legalização fiscal e possam até ser vendidas para outros municípios ou estados.

 

 

A indicação foi encaminhada para as seguintes autoridades: Ministro Blairo Borges Maggi do MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO; Senadores da República por Mato Grosso: José Antonio Medeiros (PSD), José Aparecido dos Santos (Cidinho) (PR) e Wellington Antônio Fagundes (PR); Deputados Federais: Adilton Sachetti (PSB), Carlos Bezerra (PMDB), Ezequiel Fonseca (PP), Fábio Garcia (PSB), Nilson Leitão (PSDB), Valtenir Pereira (PMDB), Victório Galli (PSC) e Ságuas Moraes (PT).